Arquivo da tag: churrasco

Grelha argentina – Sua churrasqueira com jeito de Parrilla

Esse final de semana o @blogdochurrasco testou a grelha argentina produzida pela empresa @churrasqueira, obviamente fizemos um churrasco com cortes escolhidos para uma verdadeira parrilla. A grelha argentina da @churrasqueira é feita sob medida e o valor do produto é calculado na hora pelo próprio site.

O grelha argentina é um produto de qualidade e foi entregue exatamente com o tamanho solicitado encaixando perfeitamente na churrasqueira. No menu do churrasco colocamos tiras de costela, vazio, entrecot, linguiça e queijo coalho.

Seguem fotos desse belo churrasco.

grelha_argentina_para_churrasco grelha_argentina_para_churrasco_

entrecot_blogdochurrasco_churrasco

IMG_20141123_190617415 IMG_20141123_202107851grelha_churrasco_parrilla_blogdochurrasco#grelhaargentina #blogdochurrasco

Anúncios

2º campeonato de Churrasco – Mestres Assadores

Nesse último sábado dia 8/11/2014 foi realizado em Porto Alegre o 2º campeonato de Churrasco Mestres Assadores do restaurante Fazenda Barbanegra. O evento foi realizado no Parque Moinhos de Vento e a verba destinada ao projeto WimBelemDom que tem como objetivo a educação por meio do ensino do tênis.

O campeonato de churrasco teve o formato estilo Copa, e os participantes deviam assar as carnes que eram fornecidas e apresentar de acordo com o ponto escolhido pelo juri. Para a avaliação do juri levava-se em conta a apresentação, sabor e ponto da carne do churrasco. O #blogdochurrasco esteve lá para conferir.

campeonato de churrasco blog do churrasco parrilla campeonato de churrasco blog do churrasco parrilla campeonato de churrasco blog do churrasco parrilla campeonato de churrasco blog do churrasco parrilla campeonato de churrasco blog do churrasco parrilla campeonato de churrasco blog do churrasco parrilla

Acampamento Farroupilha 2012

Com público esperado de mais de 1 milhão de pessoas, começou mais um Acampamento Farroupilha.

A Semana Farroupilha é comemorada do dia 7 ao dia 20 de setembro no Rio Grande do Sul. O período serve para lembrar a Revolução Farroupilha, movimento de revolta civil que ocorreu no estado entre 1835 e 1845 e que teve como marco inicial o dia 20 de setembro de 1835. Desde então, a população local aproveita o mês de setembro para exaltar atividades relacionadas à tradição gaúcha.

Para os amantes de um tradicional churrasco gaucho, os 373 piquetes montados, proporcionam churrasco 24h por dia, durante os sete dias da semana.

Costelões e ovelhas, assados no fogo de chão ou em churrasqueiras, faça chuva ou faça sol sempre são boas pedidas por lá. Há também a possibilidade de comprar carne no açougue do acampamento e assar em um piquete ou em uma churrasqueira qualquer.

Vamos aproveitar o Acampamento Farroupilha e comer muito churrasco!

Imagem

Imagem

Imagem

Churrasco volta a caber no bolso do gaúcho

Preferidos no espeto dos gaúchos, cortes bovinos tendem a pesar menos na conta do churrasco dos próximos meses.

A redução de preço verificada neste ano, em razão da maior oferta no mercado brasileiro, deve se acentuar com a normalização dos abates no Rio Grande do Sul.

Com a produção local impactada pela estiagem, o mercado gaúcho acabou sendo regulado pela carne de animais vindos de outros Estados brasileiros. Ao perder compradores externos, a carne bovina do Centro-Oeste foi absorvida pelo mercado interno.

O resultado foi preços menores para os consumidores, que, no ano passado, acompanharam altas históricas de cortes nobres.

— A picanha e o filé mignon ficaram em média 20% mais baratos do que no mesmo período do ano passado — aponta o presidente da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), Antônio Cesa Longo, acrescentando que quase metade da carne bovina vendida no Rio Grande do Sul é trazida de outros Estados ou de países vizinhos.

O impacto da seca nas pastagens gaúchas fez com que os criadores de bovinos diminuíssem a produção no primeiro semestre.

A baixa afetou diretamente os frigoríficos, que reduziram em 25% os abates nos últimos dois meses, conforme o Sindicato da Indústria de Carne e Derivados do Estado (Sicadergs). Em junho, na comparação com maio, o número de cabeças abatidas caiu de 116 mil para 89 mil.

— Teremos um incremento nos abates a partir de agora, nosso período de safra, o que irá aumentar a oferta e consequentemente forçar a baixa de preço — afirma o presidente do Sicadergs, Ronei Lauxen, prevendo uma redução média de até 10% da carne produzida no Estado.

Embargos sanitários reduziram exportações

A queda dos preços até agora se concentrou nos cortes nobres, que tiveram as exportações reduzidas devido a embargos sanitários. Alguns cortes de picanha, por exemplo, são encontrados nos supermercados por menos de R$ 25.

O preço menor levou a Churrascaria Na Brasa, de Porto Alegre, a reforçar o estoque de carne bovina, mas não há planos de repassar a queda.

— De uns três meses para cá, a diferença de preço foi significativa — diz Édipo Borsatto, gerente da churrascaria que serve cerca de 10 mil rodízios de carne por mês.

Churrasco do Internauta – Costela fogo de chão nos jardins de casa

Este grande churrasco, foi a  “humilde” colaboração dos nossos amigos internautas Ricardo Teixeira e Carlos Fortes.

Foram 13 kg de costela assando durante 5 horas nos jardins de casa.

O resultado foi fantástico!

Parabéns aos assadores e obrigado pela colaboração.

 

 

 

 

 

 

 

Churrasco do Internauta – Fazenda da Barra

Não temos muitas informações sobre este churrasco.

Sabemos que é o churrasco do Arlindo, na Fazenda da Barra em Jaguariuna.

Fantástica a idéia da forma embaixo do espeto.

Parabéns aos assadores!

Pedras vulcânicas para churrasqueira

A utilização da pedra vulcânica no churrasco proporciona o aquecimento para churrasqueiras e lareiras com muito mais comodidade e facilidade. Nas churrasqueiras, além de não produzir cinzas, diminui a quantidade de fumaça emitida absorvendo a maior parte da gordura, assim as mesmas pedras podem ser usadas de 10 a 15 vezes com a mesma eficiência (dependendo do tipo de carne e quantidade de gordura produzida pelas mesmas no churrasco). Quando a transferência de calor estiver muito reduzida em função da saturação de gordura absorvida, troca-se por novas pedras. As antigas saturadas de gordura podem ser moídas e utilizadas como enriquecimento do solo.

Em lareiras as vantagens são ainda maiores. Usadas em substituição da lenha, a durabilidade é indefinida, pois não existem resíduos a serem absorvidos pela pedra.

É preciso salientar entretanto, que a lava a ser aquecida tem que ser isenta de enxofre, pois o mesmo, além do odor desagradável, é tóxico ao ambiente e mais ainda no preparo de alimentos.

O uso de pedras vulcânicas em lareiras e churrasqueiras ainda agrega a preocupação com o meio ambiente já que estimula a preservação de nossas florestas, e reduz o consumo do carvão e lenha no churrasco.